Piso escorregadio? Deixe-o antiderrapante!

Acabou de reformar e após os primeiros passos achou que o piso ficou muito escorregadio? Adquiriu um imóvel e teve essa mesma sensação? E agora? Investir na troca total do piso? Calma…

Diferente das lixas ainda hoje coladas em escadas (e bastante úteis), existem tratamentos químicos que modificam a estrutura molecular dos pisos minerais, desenvolvidos especificamente para permitir maior atrito, com uma durabilidade relativamente longa (dependendo do tráfego de pessoas, do tipo de piso e sua dureza), diminuindo as chances de escorregamento, principalmente quando estiver molhado. Sua aplicação cria invisíveis ventosas na superfície que transformam a aderência do revestimento. Conforme os fabricantes, tal resultado é regulamentado através dos testes em laboratórios ASTM-C 12028- D – 1894 e Norma NBR 13818/97, não afeta nem a beleza nem a durabilidade do piso garantindo mais de 90% do brilho de pisos como os porcelanato e granito polido, permanecendo, no entanto, a manutenção de limpeza recomendada pelos fabricantes do piso original.
É perceptível ainda hoje a crença de que todos os produtos antiderrapantes removem o brilho do piso. Puro mito. Basta aplicar produtos específicos que não contêm ácidos corrosivos em sua composição, podendo serem aplicados em porcelanatos, cerâmicas, granitos, mármores, ardósias e outras superfícies minerais.

 

Fontes: Doctor Piso, Antislip, CasaAbril, Policenter

Imagens: EnquantoIssoConstruguerra

Posted in Uncategorized | Comments Off

É possível decorar a casa sem gastar muito?

Sim, é possível deixar sua casa mais bonita, agradável e sofisticada sem precisar gastar muito. Para tanto é preciso paciência e muita pesquisa  na hora de escolher objetos, móveis, estampas e cores, combinando o seu gosto com o seu bolso.

Criatividade é fundamental na hora de decorar. Podemos transformar mobília antiga em uma mais moderna e sofisticada pela metade do valor caso a opção fosse comprando uma nova. Conseguimos tal proeza apenas mudando a cor dos móveis, a estampa das almofadas e do sofá ou até mesmo fazendo uma reforma. Para ter um ambiente bonito e moderno, basta ter bom gosto.
Confira algumas dicas do pode ser feito em cada ambiente sem gastar muito:

SALA

Sendo o espaço onde a família e os amigos se reúnem com freqüência  a decoração deve ser harmoniosa e aconchegante. Trocando a cor de uma das paredes, podemos diferenciar e alegrar o ambiente. Esse efeito pode ser conseguido também com papéis de parede, tecidos de parede e as tintas texturizadas. Lembramos, no entanto, que para ambientes pequenos cores mais claras e neutras ajudam a disfarçar o tamanho do espaço

 

 

QUARTO

Destinado ao repouso, no quarto a decoração deve ser mais tranqüila e com um estilo clean. Para as paredes, escolha cores claras e papéis de parede delicados, que transmitam calma e tranqüilidade para o cômodo. A simples troca da roupa de cama e cortinas já deixa o quarto com outra aparência.

 

 

COZINHA

A decoração da cozinha deve ser moderna e sofisticada, de preferência utilizando a iluminação natural. Deve  transmitir alegria e bem-estar ao ambiente,

 

 

 

 

Fonte: Petrópolis Construções

Posted in Uncategorized | Comments Off

O Selo PROCEL

O SELO PROCEL DE ECONOMIA DE ENERGIA ou simplesmente SELO PROCEL, instituído através de Decreto Presidencial de 08 de dezembro de 1993, é um produto desenvolvido e concedido pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – PROCEL e tem por objetivo orientar o consumidor no ato da compra, indicando os produtos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética dentro de cada categoria. Também objetiva estimular a fabricação e a comercialização de produtos mais eficientes, contribuindo para o desenvolvimento tecnológico e a redução de impactos ambientais.

O SELO PROCEL é concedido anualmente aos equipamentos que apresentam os melhores índices de eficiência energética, normalmente caracterizados pela faixa A da Etiqueta Nacional de Conservação de Energia – ENCE, dentro das suas categorias. Como exemplos citamos o ar-condicionado inteligente, com temperatura controlada eletronicamente, os chuveiros elétricos de menor potência e as geladeiras que cada vez mais garantem eficiência energética. Destaca-se, entretanto, que, para algumas categorias de produtos, outras características técnicas e qualitativas associadas ao equipamento serão também verificadas e consideradas para a concessão do SELO PROCEL.

Para ser contemplado com o Selo PROCEL, o produto deve ser submetido a ensaios específicos em laboratório idôneo, indicado pelo PROCEL. Os parâmetros a serem avaliados constam do “Critério Específico para Concessão do SELO PROCEL” relativo a categoria desse produto, anexo ao Regulamento do Selo PROCEL.

A adesão das empresas ao SELO PROCEL é voluntária.

Para maiores informações, consulte as tabelas de consumo/eficiência energética apresentadas no site do Inmetro.

 

Fonte: RJNET

Posted in Uncategorized | Comments Off

Como comprar pisos de cerâmica

A maioria das pessoas, ao escolher piso de cerâmica, o fazem simplesmente observando a beleza e sua adequação estética ao ambiente a ser instalado. Isto é corroborado pela desinformação ou inobservância dos vendedores que não prestam uma correta orientação ao cliente.Para evitar alguns dissabores/arrependimentos na utilização dessas bonitas peças de decoração, algumas características de utilização deveriam ser observadas como Resistência a manchas, Absorção de Água, Resistência ao ataque químico, Resistência ao escorregamento, Resistência à abrasão, etc. Clique AQUI e veja algumas dicas.

Posted in Uncategorized | Comments Off

Cuidados domésticos com energia elétrica

Buscando evitar acidentes domésticos em relação a energia elétrica, listamos aqui alguns cuidados que podemos adotar:

  • Evite ligar muitos aparelhos eletrônicos no mesmo benjamim (de preferência, não os use). Isso pode ocasionar o aquecimento dos fios e riscos de incêndio;
  • Quando algum eletrodoméstico der choque, chame um profissional capacitado para consertá-lo;

  • Jamais introduza garfos, facas ou outros objetos em aparelhos elétricos, por motivo algum. Se for preciso, consulte a assistência técnica do fabricante;
  • Antes de ligar um aparelho novo, leia as instruções do fabricante;
  • Não puxe fios da tomada para desligar aparelhos elétricos. Isso pode danificar o aparelho e provocar choques;
  • Nunca limpe eletrodomésticos ligados na tomada. Você pode sofrer um choque elétrico e se machucar;
  • Não jogue água ou passe pano molhado em tomadas e interruptores;
  • Quando for mexer na chave seletora do chuveiro elétrico, desligue o aparelho, certifique-se de que o piso não está molhado e, de preferência, use um calçado com sola de borracha;
  • Controle ou impeça o acesso de crianças a tomadas, fios e aparelhos ligados.

 

Fonte: Portal Light

Posted in Uncategorized | Comments Off

Posted in Uncategorized | Comments Off

Dicas de reformas

Transcrevemos aqui algumas dicas de valorização de imóveis através de pequenas reformas, principalmente para quem pensa em vendê-los.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique AQUI para ver o artigo completo.

Fonte: Folha de S. Paulo

Posted in Uncategorized | Comments Off

Novo padrão de tomadas

Conforme a NBR 14136, norma da ABNT, a partir de 1º de janeiro de 2009 passou a ser obrigatória a comercialização de aparelhos elétricos com os novos modelos de plugues com 2 ou 3 pinos. O de 2 pinos deverão equipar aparelhos do tipo portáteis como liquidificadores, batedeiras, aspiradores de pó e etc. O de 3 pinos deverão equipar equipamentos de maior potência e que necessitam de aterramento como geladeiras e maquinas de lavar.
Em termos de segurança, este novo padrão brasileiro para tomadas e plugues elétricos aumentou a segurança contra choques elétricos porque, além dos contatos elétricos das tomadas ficarem recuados em relação à face externa do plugue, inclui também um rebaixo (encaixe de plugue) na tomada. Este detalhe construtivo garante que não ocorra o risco de um contato acidental com partes vivas do circuito e consequente choque elétrico.

Apesar da existência de adaptadores, é aconselhável a troca da tomada com novo padrão acompanhada de cabo terra cuja finalidade é a proteção das pessoas e equipamentos.

 

Fontes: ABNT e Dicas em Eletricidade

Posted in Uncategorized | Comments Off

Como escolher madeira – 10 verdades sobre elas

Charme, beleza e funcionalidade a madeira tem de sobra. Mas esse material requer cuidados, para que se mantenha sempre em perfeitas condições

CRITÉRIOS
A escolha atenciosa permite fazer o uso correto da madeira para diversos fins, inclusive construir uma casa inteira com o material. A arquiteta Heloísa Pomaro desvenda os segredos desse elemento essencial

1. Há no mercado as madeiras nobres, como maçaranduba, aroeira, ipê, jatobá, itaúba, peroba-rosa e pau-ferro, que são o tipo mais caro. Caso a intenção seja encontrar um preço menor, pode-se optar por uma madeira como o eucalipto, que é reflorestada, mas tem status de nobre em função do tratamento por que passa, que retira o cupim e enrijece a madeira. Quem aprecia as linhas retas não pode usar o eucalipto, por conta da forma roliça em que ele costuma ser vendido.

2. A madeira pode ser aplicada nas estruturas, como paredes e telhado, nos acabamentos, como forro, piso, em todas as portas e janelas, além de locais onde se queira incrementar esteticamente. Também há possibilidade de se fazer uma casa inteira de madeira. A única contraindicação é a aplicação nas áreas molhadas, já que nelas a madeira funciona como uma “esponja”, absorvendo a água e se dilatando constantemente, o que leva ao apodrecimento.

3. Se houver problemas em madeiras estruturais, como as de pilares, é necessário trocar a peça inteira. Se o dano for superficial ou estético, é possível fazer um enxerto seguido de tratamento. Se a rachadura for nas paredes, há a possibilidade de se fazer a manutenção sem que seja preciso mudar toda a superfície.

4. Quem deseja ter uma casa inteira de madeira precisa realizar um tratamento químico de solo ao redor da morada para driblar o cupim. Esse tratamento garante uma média de cinco anos sem problemas com o inseto. Além dessa precaução, é importante adquirir uma madeira que tenha passado por um processo completo de secagem, o que não ocorre com todas elas. O consumidor leigo tem de observar se a madeira parece úmida antes de comprá-la. Caso ela pareça, evite adquirir.

5. A manutenção da madeira deve ser feita com verniz naval. Se a parede recebe muita incidência solar ou chuva, deve ser impermeabilizada todos os anos, ou quando o proprietário achar adequado, por conta da estética. Em situações normais, basta envernizar a cada dois anos para manter sua durabilidade.

6. Há tipos de madeira indicados para cada necessidade. A maçaranduba, a itaúba e a jatobá são para as estruturas, por conta da resistência; a peroba-rosa é usada tradicionalmente para fazer telhados, apesar da aplicação poder variar; o pau-ferro serve para móveis, devido a cor bem escura. O ipê-amarelo vai na fabricação de escadas, portas e janelas e o roxo é indicado para estruturas, paredes, pisos e móveis. Já a angelim pedra é muito usada no ramo de movelaria em geral.

7. A melhor madeira para ser aplicada em locais úmidos é a aroeira. Em lugares secos e quentes, a maçaranduba e a itaúba são as opções mais indicadas, isso em razão das suas regiões de origem, como o Mato Grosso, por exemplo. Já a peroba rosa pode ser usada em todas as condições climáticas, por isso é amplamente adotada no telhado.

8. Para pintar a madeira, basta lixar, selar e usar tintas específicas. Os produtos para alvenaria são proibidos nesse caso, porque na madeira podem criar bolhas, descascar. As madeiras que expelem resina natural com mais frequência ou que não forem secas em estufa podem apresentar bolhas depois da tinta, buscando um “respiro”.

9. A madeira nobre dura mais de 100 anos. Sem a manutenção devida, ela vai escurecendo. Se passou por todo o processo de tratamento inicial necessário, consegue manter o aspecto natural. Seja na área interna ou externa, a durabilidade é a mesma. A aroeira é a madeira mais nobre e resistente que existe; mesmo sem diversos processos de manutenção, ela mantém a durabilidade. Uma casa somente de aroeira é totalmente inviável, devido ao alto custo e a preservação do material.

10. Eucalipto é a mais barata e a mais indicada por causa da sustentabilidade. Sua árvore já está pronta para ser empregada na construção em apenas cinco anos, enquanto a madeira nobre demora 20 anos para virar uma árvore e, a partir daí, poder virar uma viga, por exemplo.

Fonte: Construcaoereforma

 

Posted in Uncategorized | Comments Off

Evite goteiras/infiltrações da chuva

Infiltração pelas telhas

Por causa da chuva forte, as telhas podem quebrar e sair do lugar. Assim fluxo normal da água pode ser desviado, originando infiltrações. A vida útil de um telhado é de cerca de 50 anos. Se a construção for mais antiga, tome cuidado: telhas velhas tendem a ficar porosas absorvendo a água, tornando-se mais frágeis.

Num dia quente, cheque se as telhas estão encaixadas e intactas. Desloque algumas telhas e visualize a cobertura. Para impermeabilizá-las, lave o telhado e aplique resina acrílica. ”O próprio morador pode fazer a aplicação, mas deve levar em conta a altura do telhado. NUNCA pise no meio da telha, mas, sim, nas juntas para evitar a quebra. Também é bom avaliar se há fissuras no madeiramento que suporta a estrutura.

Infiltrações pelas calhas

Outra causadora de infiltrações e goteiras é imperfeição na calha. Chuva em excesso geralmente dá origem a vazamentos na casa por causa de furo nas calhas. Além disso, com o tempo, sujeira e folhas entopem o condutor. Isso faz com que a água transborde na casa.

Num dia de tempo firme, remova a sujeira das calhas com pano e pincel. A limpeza deve ser feita a cada três meses. Instale uma tela de náilon rente a calha para bloquear a entrada de folhas e granizo, evitando o entupimento. Não se esqueça também de verificar se há rachaduras e furos na calha. Se pequenos, uma solda ajuda a resolver a situação. Caso contrário, você deverá substituir o trecho afetado.

 

Fonte: Construção e Reforma

Posted in Uncategorized | Comments Off